O que é a Compostagem?


A compostagem é um processo biológico aeróbio de degradação da matéria orgânica que pode ocorrer naturalmente e cujo produto final, designado composto, é rico em substâncias húmicas.

Contudo, na maior parte dos casos, o seu conteúdo em azoto, fósforo e potássio não atinge os teores que lhe permitam ser classificado como fertilizante.

Por isso, é geralmente considerado como um corrector de solos, uma vez que possibilita a correcção do pH, é uma fonte de matéria orgânica e aumenta as capacidades de troca catiónica de retenção de água e de arejamento.

Deste modo, a compostagem passou a ser entendida como uma forma de reciclagem de resíduos orgânicos, sendo a utilização do composto um meio privilegiado de restituição da matéria orgânica aos solos para manutenção da sua fertilidade potencial.

Apesar da compostagem ser um processo milenar aplicado a resíduos da actividade agrícola, as suas bases científicas só foram estabelecidas no início deste século, devido, fundamentalmente, ao trabalho realizado pelo agrónomo Sir A. Howard em Indore, na Índia, entre 1924 e 1931.


A compostagem tem sido definida como a decomposição de material orgânico heterogéneo realizada por uma população mista de microrganismos numa atmosfera aeróbia, quente e húmida.


É necessária a intervenção da pessoa especialmente no controlo de temperatura, arejamento e composição dos desperdícios, de modo a tornar o processo mais rápido.


Humidade

Os microrganismos necessitam de uma certa quantidade de água para efectuarem as suas actividades metabólicas e o transporte dos nutrientes.

Na compostagem a humidade ideal situa-se entre 50 - 70%. O valor mais baixo refere-se às pilhas estáticas enquanto o mais elevado diz respeito a sistemas agitados e arejados.


Arejamento

A compostagem é um processo biológico aeróbio, sendo por isso necessário fornecer aos microrganismos o oxigénio de que precisam para os seus processos metabólicos e respiratórios, bem como para a oxidação da matéria orgânica.

Quando se pretende uma compostagem mais rápida é necessário que o arejamento se efectue de modo a atingir as massas mais interiores da pilhas.

A difusão do oxigénio para o interior é reduzida quando as dimensões das medas são muito elevadas e os vazios são muito reduzidos.

Se a percentagem de humidade é elevada, a água tende a bloquear esses orifícios e a difusão do oxigénio é difícil, por outro lado, se o arejamento é muito intenso, haverá grandes perdas de calor e uma desumidificação rápida.

A agitação intermitente é, então, o método mais conveniente para se atingirem bons resultados, sendo por isso preferível à agitação contínua.


pH

A gama óptima de pH para a compostagem situa-se entre 5.5 e 8.5.

Se o pH inicial do material a compostar estiver fora deste intervalo será necessário efectuar a sua correcção.

A evolução do pH ao longo do processo pode ser indicativa da forma como o mesmo está a decorrer.


Temperatura

Quando os microrganismos mesofílicos decompõem o material orgânico utilizam em primeiro lugar os carbohidratos e proteínas mais acessíveis, libertando calor que faz aumentar a temperatura da massa a compostar especialmente no seu interior.

Este aumento de temperatura depende de vários factores, tais como:

  • a acessibilidade de nutrientes,

  • conteúdo em humidade,

  • dimensões da pilha,

  • isolamento,

  • dimensões das partículas,

  • grau de arejamento e,

  • agitação.


As temperaturas elevadas destroem a maior parte das bactérias patogénicas, ovos e quistos e portanto o produto da decomposição é livre de patogénicos.

Assim, é fundamental que se atinjam temperaturas elevadas (65-70ºC) durante o processo, para que o composto se considere higienizado.


Destruição de alguns patogénicos e parasitas por efeito da temperatura


Salmonella typhosa

Resistência:

  • não cresce a mais de 46°C, morre em 30 min

  • 55 - 60 °C e em 20 min a 60 °C.


Salmonella sp.

Resistência:

  • morre em 1h a 55 °C e em 15-20 min a 60 °C


Shigella sp.

Resistência:

  • morre em 1h a 55 °C


E. coli

Resistência:

  • morre em 1h a 55 °C e em 15-20 min a 60 °C


Taenia saginata

Resistência:

  • morre em alguns minutos a 55 °C


Streptoccus pyogenes

Resistência:

  • morre em 10 min a 54 °C


O que pode compostar

  • Frutas e vegetais

  • Cascas de ovo

  • Filtros e borra de café

  • Saquinhos de chá

  • Cascas de nozes

  • Jornal desfiado

  • Cartão

  • Papel

  • Guarnições de quintal

  • Grama cortada

  • Plantas de casa

  • Feno e palha

  • Folhas

  • Serragem

  • Lascas de madeira

  • Trapos de algodão e lã

  • Secador e aspirador de pó

  • Cinzas de lareira

O que não pode ser compostado


  • Folhas de nogueira preta ou galhos

  • Cinzas de carvão ou carvão

  • Lacticínios (por exemplo, manteiga, leite, creme de leite, iogurte) e ovos

  • Plantas doentes ou infestadas de insetos

  • Gorduras, banha de porco ou óleos

  • Ossos e restos de carne ou peixe